Facebook
Busca
Notícias
Incêndio atinge prédio comercial na Zona Oeste de SP

Veja mais...

Primeiros Resultados da Nova Lei do PMOC

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Tempo seco faz aumentar venda de umidificadores e purificadores em MT


Data: 18-08-2011

Vivian Lessa G1 MT

Lojistas dizem que vendas dobraram em menos de 15 dias.
Preços devem ser reajustados a medida que estoque for renovado.

Em Mato Grosso, a baixa umidade do ar fez com que a venda de umidificadores e purificadores dobrasse em menos de 15 dias. Em alguns casos, a procura foi tamanha que o produto chegou a faltar nas lojas. Os comerciantes afirmam que os preços ainda não sofreram reajuste, porém alertam que a necessidade de abastecer o estoque pode elevar o custo do produto final.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL), Paulo Gasparoto, acredita que as vendas tiveram incremento médio entre 25% e 30% na comparação com o mesmo período do ano passado. Ele ressalta que a procura pelos eletrodomésticos ocorre em todas as classes sociais, principalmente porque o preço do produto está mais acessível ao bolso do consumidor.

“Tem umidificadores de R$ 100 ao custo máximo de R$ 2 mil por aparelho”. Sobre os condicionadores de ar, ele explica que a dificuldade é para encontrar determinados modelos. O representante do setor destaca que, por enquanto, os preços estão estáveis. “Em alguns casos, os valores cobrados do consumidor chegaram a reduzir”.

Em Cuiabá, uma grande rede varejista no segmento de eletrodoméstico comemora o aumento de 100% na venda de umidificadores e purificadores de ar. O gerente da loja, Dinoleal Miranda, afirma que em apenas um dia chegou a vender 240 condicionadores de ar e 400 unificadores, quando em dias normais a média das vendas diárias chegam em média de, respectivamente, 15 e 20 equipamentos. Ele afirma que o preço dos produtos reduziram. Como por exemplo, um umidificador que custava R$ 289 pode ser encontrado ao valor de R$ 199.
“Nos aparelhos de ar condicionado também houve redução nas etiquetas, de R$ 1.399 para R$ 979”, afirma. Ele avalia que a disponibilidade de preços é responsável pela popularização dos valores no mercado. “Todas as classes podem adquirir um umidificador que antes era considerado produto de luxo”. Além disso, ele aponta para as formas de pagamento, que dependendo da empresa pode chegar ao parcelamento em 36 parcelas.

A procura pelos produtos no comércio de Várzea Grande, na região metropolitana da capital, também é grande. O gerente de uma loja da região, Maksuel Campos, afirma que no último final de semana foram comercializados todas as unidades disponíveis na empresa. “Estamos esperando uma nova remessa. As vendas aumentaram cerca de 35%”. Ele avisa que os novos produtos devem sofrer reajuste, principalmente porque a procura ainda é grande.

Tempo – A umidade do ar nesta quarta-feira (17) aumentou para 25% de acordo com o 9º Distrito de Meteorologia, vinculado ao Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), considerando que no dia anterior o índice era de 12% sendo a menor média do ano. Mas a temperatura continua alta. Os termômetros marcam 38º. Para sábado (20), a estimativa é para frio e chuva, com temperatura mínima de 18º e máxima de 24º.

Fonte: http://glo.bo/oYpGXn


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266