Facebook
Busca
Notícias
Incêndio atinge prédio comercial na Zona Oeste de SP

Veja mais...

Primeiros Resultados da Nova Lei do PMOC

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Ministério monitora infecção por bactéria Streptococcus no DF; médico diz que não há razão para pâni


Data: 07-10-2011

Paula Laboissière
Da Agência Brasil
Em Brasília

O Ministério da Saúde está monitorando um caso de infecção pela bactéria Streptococcus pyogenes registrado no Distrito Federal. A criança, de 10 anos, morreu na última terça-feira (4). Segundo a pasta, trata-se de um problema local, investigado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica.

Em comunicado aos pais, o Colégio Marista de Brasília, onde a menina cursava o 5º ano, pediu que os responsáveis fiquem atentos para qualquer caso suspeito. A orientação é que alunos que apresentem sintomas como febre, mialgia e dispneia, acompanhados de artrite, cefaleia, faringite, lesões na pele, diarreia e vômito sejam levados ao médico preventivamente.

Ontem (5), a Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou que não há necessidade de a população aplicar medidas de prevenção e de controle no convívio familiar e no convívio direto. Às 16h, o secretário Rafael de Aguiar Barbosa fará uma coletiva de imprensa para tratar do assunto.

O infectologista Julival Ribeiro explicou que a bactéria Streptococcus pyogenes é responsável por infecções leves que provocam, por exemplo, amidalite e faringite. O problema, geralmente, é combatido por meio de antibióticos.

“Em um número muito menor de casos, essa bactéria pode provocar infecções invasivas, mais graves”, disse. Para o médico, entretanto, não há razão para que a população entre em pânico. É preciso atenção especial para casos diagnosticados em pessoas imunosuprimidas, em diabéticos e em crianças.

“A coisa mais importante para evitar uma infecção é a higienização das mãos – antes de se alimentar, após tossir ou espirrar. A maneira mais frequente dessa bactéria ser transmitida é por meio de secreções respiratórias”, afirmou.


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266