Facebook
Busca
Notícias
Incêndio atinge prédio comercial na Zona Oeste de SP

Veja mais...

Primeiros Resultados da Nova Lei do PMOC

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Edificações podem economizar até 50% com investimentos em eficiência energética


Data: 24-11-2011

Rafael Dias Borges

Novas tecnologias em sistemas de ar condicionado garantem o resultado: estudos do Procel Edifica foram tema de debate na ASBRAV

A redução do consumo de energia elétrica, bem como o seu uso racional, não traz benefícios apenas para o bolso do usuário, mas também para o País, que economiza na utilização de recursos naturais. Um estudo do Programa Nacional de Redução do Consumo de Energia Elétrica (Procel) aponta que o Brasil poderia economizar 50% de eletricidade em novas edificações e 30% naquelas que se adequassem aos conceitos do Programa Nacional de Eficiência Energética em Edificações - Procel Edifica - que regulamenta a eficiência energética.

O conjunto de pequenas iniciativas gera grandes índices de economia. Segundo o gerente comercial da LG, André Peixoto, as novas tecnologias do mercado de ar condicionado, disponibilizada pela maioria dos fabricantes, podem cortar o consumo dos produtos pela metade. Preocupados com os conceitos de sustentabilidade, empresas do setor reuniram-se para debater o tema na Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação (ASBRAV), na primeira semana de novembro.

- Abordamos a mudança do mundo, nossas atitudes com o planeta, focando principalmente nos grandes consumidores de energia e nos benefícios que podemos ter trabalhando com sistemas de condicionamento de ar mais eficientes - explica André, que palestrou na ocasião.

Segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), em setembro, os brasileiros gastaram 4,4% acima do registrado no mesmo mês de 2010, somando o consumo de 36.699 GWh. Este crescimento se refletiu em todo o terceiro semestre, que teve índice médio correspondente a 4,2%. De acordo com a ASBRAV, é necessário levar em consideração que este índice reflete a ascensão de classes menos favorecidas no Brasil, que com o poder de consumo maior, passam a consumir mais energia elétrica.

Os associados da ASBRAV, além de outras empresas e profissionais, receberam uma série de informações baseadas no conjunto de aconselhamentos do Procel Edifica. Segundo o programa, 50% da produção de energia do País são consumidas não apenas na produção e manutenção de edificações, mas também nos sistemas artificiais, que proporcionam conforto ambiental para quem as habita ou utiliza para fins profissionais, como iluminação, climatização e aquecimento de água. A outra metade é gasta para outros fins, como iluminação pública, indústria de produtos e de alimentos, por exemplo.

ASBRAV

A ASBRAV desempenha importante papel na defesa dos interesses de seus associados, empresas e profissionais dos setores de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação, na Região Sul. A qualificação profissional é um dos maiores objetivos da entidade. Oferece permanentemente cursos básicos e de atualização profissional na área, e ainda cursos de gestão empresarial para o desenvolvimento gerencial de seus associados. Também estabelece parcerias e cooperação técnica com entidades de ensino no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266