Facebook
Busca
Notícias
Incêndio atinge prédio comercial na Zona Oeste de SP

Veja mais...

Primeiros Resultados da Nova Lei do PMOC

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Uso de ar-condicionado no verão pede cuidados


Data: 08-01-2012



Não realizar a devida manutenção do ar pode provocar problemas respiratórios sérios e tornar os dias quentes num grande problema para quem utiliza o equipamento para equilibrar o ambiente





Adriel Arvolea

Neste calor intenso, o ar-condicionado é um item indispensável para garantir conforto e um ambiente agradável, proporcionado alívio nos dias quentes. No entanto, a sensação de bem-estar, com temperaturas mais amenas, pode oferecer riscos à saúde, principalmente em pessoas com problemas respiratórios, influenciada, também, pelo equipamento sujo.


O ideal é evitar mudanças bruscas de temperatura e exposição excessiva ao ambiente mais “frio”, e estar atento à adequada regulação dos aparelhos de ar condicionado, seja no carro, no trabalho, em casa ou em outros locais, segundo orientação da Secretaria de Estado da Saúde. Se em ambiente externo a temperatura estiver em torno de 38 graus, o ideal é que a temperatura do ar-condicionado seja regulada em torno de 23ºC. Além de agradável, evitará um contraste ainda maior em relação ao ambiente externo. Para os casos em que não é possível garantir esta equivalência térmica, recomenda-se que, antes de sair do ambiente “frio”, a grade do aparelho seja ajustada à temperatura ambiente, evitando assim um choque térmico.


Outro alerta importante é com relação à manutenção, que requer trocas periódicas de filtros, pois em ambiente fechado pode ocorrer propagação de vírus e bactérias, caso haja alguma pessoa doente.


Conforme explica Clayton Menezes Pingo, da Speedy Ar Condicionado, o funcionamento contínuo sem limpeza favorece o desenvolvimento de fungos e bactérias dentro do aparelho, prejudicando a saúde. “O equipamento sujo e mal conservado pode contribuir para agravar ou servir de fonte para algumas doenças respiratórias”, comenta . Rinite, asma, sinusite e infecções respiratórias são os problemas mais comuns ocasionados pela falta de manutenção.


A recomendação do profissional para quem possui o aparelho é mantê-lo sempre limpo. “No filtro do ar pode haver acúmulo de água ou ácaros, provocando, consequentemente, a proliferação de fungos e bactérias”, reforça Menezes. Dessa forma, a limpeza do ar-condicionado deve ser periódica e feita por especialistas do setor. Devidamente limpo, o ar resfriado não volta sujo ao ambiente.


Além disso, moradores de apartamento devem ficar atentos aos pombos, que costumam fazer ninhos nos espaços destinados aos aparelhos, o que facilita o acúmulo de penas e fezes - nestas é encontrado o fungo Criptococus neofarmans, causador da criptococose, espécie de meningite que afeta o sistema nervoso.

Fonte: Jornal Cidade


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266