Facebook
Busca
Notícias
Incêndio atinge prédio comercial na Zona Oeste de SP

Veja mais...

Primeiros Resultados da Nova Lei do PMOC

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Após inundação, consulta de periódicos na Biblioteca Nacional reabre na próxima segunda


Data: 04-05-2012

..

RIO - Após a inundação que atingiu a sede da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), ocorrida na quarta-feira devido ao vazamento de um duto do ar condicionado, a diretora do Centro de Referencia e Difusão da Fundação Biblioteca Nacional, Monica Rizzo, afirmou nesta sexta-feira que a consulta aos periódicos da biblioteca será reaberta ao público na próxima segunda. Segundo ela, a maioria dos jornais e revistas que estavam armazenados no setor que sofreu uma inundação, não foram danificados, e estão passando por um processo de secagem.

Mônica informou que ainda não foi feito um levantamento apurado do que foi atingido, e que a preocupação da equipe agora será recuperar o acervo para que o público possa voltar a manuseá-lo. Ela explicou também que apesar de parecer arcaico, o método de secagem - o uso de varais - é o correto.

- Os jornais ficam pendurados, permitindo que o ar circule melhor entre as folhas, secando sem risco de proliferação de fungos - disse.

Conforme publicado com exclusividade pelo vespertino Globo a Mais na quinta-feira, a inundação na sede da FBN foi muito mais grave do que a direção da instituição informou. Obras da primeira metade do século XX foram atingidas, jornais ficaram completamente encharcados e as goteiras chegaram até o setor de manuscritos. A direção da Biblioteca, no entanto, diz que nenhum manuscrito foi danificado. Os danos totais, segundo funcionários que estiveram no local, ainda não podem ser mensurados devido à quantidade de água que se espalhou.

No início de abril, a biblioteca passou por outra inundação, esta na hemeroteca do prédio anexo, na Praça Mauá. Este incidente nunca foi tornado público e atingiu 48 volumes de arquivo, cada um com 30 exemplares de jornais, alguns raros. Hoje, teme-se que o estado das instalações dos prédios da FBN possa causar novos acidentes.

Por Simone Cândida (simone.candida@oglobo.com.br) | Agência O Globo








Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266