Facebook
Busca
Notícias
Incêndio atinge prédio comercial na Zona Oeste de SP

Veja mais...

Primeiros Resultados da Nova Lei do PMOC

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Veja algumas dicas para o bom funcionamento do ar-condicionado


Data: 05-06-2012



A manutenção do ar-condicionado evita doenças respiratórias | Foto: Divulgação


Manutenção preventiva deve ser feita a cada dois meses pelo próprio usuário
São Paulo - Apesar de estarmos no outono, a temperatura, beirando os 35 graus, vem deixando muita gente com a sensação de que o verão ainda não acabou. Para amenizar esses dias quentes, o ar-condicionado surge como um grande aliado, mas é preciso atenção para mantê-lo "saudável". “O aparelho deve ser higienizado com frequência, pois a sujeira é a maior desencadeadora de doenças respiratórias”, alerta Ricardo Milinavicius, diretor da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).

Para a correta manutenção do ar-condicionado, é necessário limpar filtros e dutos internos. “É neles que os micro-organismos (ácaros e bactérias) e resquícios de água ficam alojados”, diz o pneumologista.

Um dos sintomas da falta de cuidados é a diminuição do rendimento do condicionador, que não consegue resfriar o ambiente. “O odor desagradável e o aumento do consumo de energia sem motivo aparente também são sinais de que alguma coisa está errada”, afirma Ramaciotti Eulógio Ramaciotti, engenheiro da STR Ar-Condicionado.

A atitude mais indicada pelos fabricantes para evitar esses problemas é a manutenção preventiva (lavagem do filtro), que deve ser realizada a cada dois meses. “Esse procedimento é simples e pode ser feito pelo próprio morador”, explica Marcelo Braz, engenheiro da Komeco.

Basta retirar o filtro de ar, utilizado para a retenção da poeira grossa, e remover as impurezas com água corrente e sabão neutro. Antes de recolocá-lo, certifique-se de que a peça está totalmente seca.

Já para a higienização anual dos dutos é preciso contratar mão-de-obra especializada, pois o equipamento é levado para a oficina para passar por um processo de assepsia interna desenvolvida com produtos químicos.



As informações são de Juliana Guimarães, do IG


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266