Facebook
Busca
Notícias
SP tem calor no fim de semana e virada do tempo no feriado

Veja mais...

Sobe para 21 o número de mortes provocadas por onda de calor no Canadá

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Ar-condicionado, um motivo de desavenças


Data: 10-12-2012

Recomendação é que condicionadores de ar devem ser ajustados dentro da faixa de conforto térmico, entre 23 e 27 graus

ROSEANE BIANCA
rosebianca@gazetadosul.com.br


Poder trabalhar em um ambiente climatizado é um privilégio, principalmente nos dias em que os termômetros aproximam-se dos 40 graus. Contudo, nas empresas em que grupos mais numerosos de funcionários ocupam o mesmo espaço, os condicionadores de ar podem ser motivo de desavenças.

A supervisora financeira Cíntia Ramos da Silva conta que, por vezes, chegar a um consenso sobre a temperatura é complicado. “Uns sentem mais calor do que os outros, mas precisamos entrar em acordo”, comenta. Na sala onde trabalha com outros sete colegas, dois splits costumam refrigerar o ambiente a 23 graus – em dias muito quentes, o aparelho é regulado para 19 graus.

“Procuramos escolher uma temperatura média, sendo que alguns permanecem com roupa de verão, e outros usam casaco”, diz.
Conforme o técnico em refrigeração e climatização do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense (IFSul) de Venâncio Aires, Marcelo Leivas Lucena, não existe uma temperatura considerada ideal, e sim uma faixa de conforto térmico entre 23 e 27 graus. “Ainda assim, varia de pessoa para pessoa, da atividade exercida, gênero e até posição em relação ao condicionador de ar e velocidade de ventilação”, explica.

As características do ambiente também têm influência. Por isso, segundo Lucena, o recomendado é que as construções considerem a climatização desde o projeto. “Um projeto adequado reflete em redução do custo de instalação e economia de energia”, salienta. Para climatizar um ambiente, é importante observar fatores como carga térmica gerada (pessoas, máquina e incidência solar, dentre outros), renovação e distribuição de ar nos espaços.


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266