Facebook
Busca
Notícias
Incêndio atinge prédio comercial na Zona Oeste de SP

Veja mais...

Primeiros Resultados da Nova Lei do PMOC

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Aeroportos-Rio 2: Regina Duarte critica ar-condicionado insuficiente em aeroporto


Data: 01-01-2013

Fonte: FolhaPress
27/12/2012

Poe Diana Brito

RIO DE JANEIRO, RJ, 27 de dezembro (Folhapress) - "Ouvi falar que hoje estava com problema no ar-condicionado aqui. Acho que as autoridades, as instituições têm que começar a levar a sério essa infraestrutura. Os grandes eventos estão aí, não podemos pagar mico", alertou a atriz Regina Duarte, enquanto aguardava o embarque, no final da manhã de hoje, no aeroporto Santos Dumont, no Rio.

Mesmo com um plano de contingência em prática desde domingo para reforçar o sistema de ar-condicionado, o aeroporto da cidade ainda apresenta problemas. Ontem, parte do equipamento foi desligado para novo reajuste. Hoje, foram registradas mais reclamações de passageiros.

"Viva Belo Monte! Essa é a prova de que precisamos de uma nova estrutura em energia. Do jeito que está, não está dando", lamentou a atriz da TV Globo.

Ainda no terminal de embarque, a analista de sistemas Vânia Querino, 29, se abanava com um pedaço de papel na tentativa de diminuir o incômodo do calor enquanto aguardava o voo para Brasília. "Está impossível. Só abanando mesmo para o tempo passar. Não tem outra opção", disse.

De acordo com o superintendente regional da Infraero no Rio, Abib Ferreira Junior, o aeroporto Santos Dumont opera com mais dois sistemas de ar-condicionado desde domingo. Antes eram dois. Na reserva, há apenas um equipamento.

"Alugamos essas máquinas para reforçar o ambiente de embarque, mas faremos avaliações técnicas a partir de hoje para acompanhar os resultados. Ficamos com problemas no sistema de ar refrigerado principal durante 15 dias em dezembro por causa de um problema mecânico. Ontem, os equipamentos passaram por ajustes finais e, agora, estão funcionando normalmente", afirmou o superintendente à Folha.

Comissários, que pediram para não ter a identidade revelada, disseram que os "fingers" [pontes de embarque para o avião] do aeroporto internacional Tom Jobim (Galeão), na Ilha do Governador, zona norte do Rio, parecem estufas de tão quentes. "É insuportável", disse o funcionário de uma companhia aérea.


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266