Facebook
Busca
Notícias
Incêndio atinge prédio comercial na Zona Oeste de SP

Veja mais...

Primeiros Resultados da Nova Lei do PMOC

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Apex-Brasil apresenta Projeto Copa do Mundo FIFA 2014 para entidades parceiras


Data: 22-02-2013

Ações de promoção comercial serão desenvolvidas em parceria com as entidades durante os jogos



A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) apresentou às entidades parceiras, nessa quinta-feira (13), em São Paulo (SP), o Projeto Copa do Mundo FIFA 2014. O evento reuniu 80 entidades de diversos setores da economia brasileira e colaboradores da Agência.



No discurso de abertura, o presidente Mauricio Borges ressaltou a importância da participação das entidades. “A gente precisa aproveitar essa oportunidade como entidade, como país, para gerar negócios. Nosso time tem 80 jogadores, congrega vários setores e, neste projeto, teremos a oportunidade de mostrar para o mundo produtos e serviços de um Brasil inovador, criativo e competitivo. Contem com a Apex-Brasil.”



O acordo assinado com a Associação Internacional das Federações de Futebol (FIFA) permitirá que a Agência realize ações de promoção comercial na Copa das Confederações, em 2013, e na Copa do Mundo da FIFA, em 2014.



O Projeto Copa do Mundo FIFA 2014, desenvolvido pela Apex-Brasil, prevê primeiramente ações na Copa das Confederações, a se realizar de 15 a 30 de junho de 2013. Os jogos serão disputados nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro, Fortaleza, Recife, Salvador e Belo Horizonte. O projeto contempla a participação de compradores internacionais e formadores de opinião nos jogos e em agenda de negócios durante a temporada.



“É mais um projeto audacioso da Apex-Brasil e este tem o poder explosivo do futebol brasileiro. Não tem nada melhor do que o relacionamento pessoal com o cliente. O marketing de relacionamento nos aproxima e nos faz vender. Em 2011, participamos do Projeto Carnaval e conseguimos elevar as vendas em 15%”, contou o presidente do Sindifibras (Sindicato das Indústrias de Fibras Vegetais do Estado da Bahia), Wilson Andrade.



“Não existe setor que não se interesse pela Copa. Tenho certeza de que teremos um evento atraente e eficiente para gerar negócios”, afirmou o gerente executivo do INP (Instituto Nacional do Plástico), Marco Wydra.



A Copa das Confederações deverá mobilizar mais de 500 compradores estrangeiros e formadores de opinião. Estima-se que a Copa do Mundo mobilize o dobro desse número. Segundo dados do governo federal, a Copa do Mundo 2014 deverá agregar R$ 183 bilhões ao PIB do Brasil até 2019.


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266