Facebook
Busca
Notícias
Incêndio atinge prédio comercial na Zona Oeste de SP

Veja mais...

Primeiros Resultados da Nova Lei do PMOC

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Hotel sustentável é tendência, diz pesquisa


Data: 25-04-2011

São Paulo - Quando o mercado hoteleiro pensa em maneiras de fidelizar o cliente, deve analisar que 51% dos hóspedes de várias partes do mundo levam em consideração se o hotel em que irão ficar hospedados atua de forma sustentável. As maiores preocupações se refletem quanto ao resíduo, a água e a utilização de energia, de acordo com uma pesquisa realizada pela Rede Accor.

O resultado apareceu quando os entrevistados responderam a pergunta: quantas vezes você toma em conta a sustentabilidade na escolha do seu hotel? Disseram nunca ou raramente 49%, enquanto 36% afirmaram frequentemente e os demais 15% optaram pela resposta sempre. A conclusão é de que pouco mais da metade dos hóspedes se mostraram sensíveis quanto a projetos internos da rede hoteleira, quanto a trabalhos que visam o desenvolvimento sustentável.

A pesquisa foi divulgada mundialmente dia 18 de abril, em São Paulo, na comemoração do Dia da Terra (Earth Day, na linguagem original, em inglês), comemorado pela Accor, nos 90 países em que atua. Ao todo, foram entrevistadas 6.973 pessoas, de forma on-line, em seis países: Inglaterra (1.189), França (1.233), Alemanha (1.219), China (1.215), Brasil (908) e Austrália (1.209). Para participar da pesquisa, a pessoa tinha que ter se hospedado ao menos uma noite nos últimos 12 meses.

De acordo com Sophie Flax, vice-presidente de Desenvolvimento Sustentável da Rede Accor, a escolha destes países deve-se ao fato de que a pesquisa queria ampliar um leque de diferentes culturas e nações. Portanto, escolheram países considerados de primeiro mundo: Alemanha, Austrália e França. Dois emergentes: Brasil e China. E a Austrália também entrou, pois foi muito prejudicado pelo buraco na camada de ozônio.

Outro aspecto que chama a atenção na pesquisa realizada é que 76% dos entrevistados afirmam que já ouviram falar de desenvolvimento sustentável. Este item detectou também que no Brasil, 98% dos entrevistados já tiveram algum tipo de contato com este tema. A pesquisa também questionou os entrevistados a quem eles atribuem a responsabilidade pelo desenvolvimento sustentável. A maioria acredita que este é um dever dos governos nacionais (32%), enquanto outros 30% disseram que a conscientização deve vir do próprio cidadão e 29%, disseram ser das empresas esta atribuição. Os demais nove por cento preferiram outras respostas.

Questionados sobre quais são os temas que considera os mais importantes para uma empresa hoteleira responsável, a utilização da água foi dita pela maioria, com 34% das respostas, energia (33%), resíduos (25%) e proteção ao meio ambiente (14%) foram outras das respostas mais ditas.

Esta pesquisa foi realizado com vistas a entender o que nossos hóspedes pensam para agirmos de acordo com suas necessidades e escolhas, afirmou Sophie Flax.

Energia, água, ar condicionado

Os hóspedes quando questionados sobre o ar condicionado, afirmaram em 93% das respostas, que concordariam caso o quarto não estivesse fresco assim que chegasse. Portanto, não havendo a necessidade do aparelho ficar ligado sem ninguém dentro do ambiente. Quando ao uso de energia elétrica, 96% disseram concordar, ou concordar plenamente em acender as luzes, ao invés de encontrá-las acesas quando entrarem nos quartos dos hotéis. Sobre a água, a questão era direcionada ao consumo de marcas nacionais, para evitar o envio de marcas internacionais. Quanto a isso, 81% afirmaram que não se importam de beberem de marcas nacionais aos países em que estariam hospedados.

Mais caro e mais longe

Duas outras respostas da pesquisa também chamam a atenção, desta vez pelo motivo de que os hóspedes estão sensíveis quanto a ideia de pagarem mais caro e ficarem hospedados mais longe do que previam, se o hotel em questão possuir planos, ou ações de fato, quanto a sustentabilidade.

Questionados se aceitariam pagar mais caro e ficarem menos bem localizados, se um hotel implantasse políticas ou serviços a favor do desenvolvimento sustentável, 66% afirmaram que concordam bastante ou completamente com a ideia de arcar mais com a hospedagem, e ficarem mais menos bem localizados.

Porém, também chama a atenção um número que mostra uma certa contradição dos hóspedes. Quando foram perguntados se concordariam em ter menos conforto no caso do hotel possuir políticas ou serviços com vistas ao desenvolvimento sustentável, 66% disseram discordar bastante ou completamente desta ideia.

Conclusão

A pesquisa também direcionou os entrevistados a refletirem sobre o tema do desenvolvimento sustentável. E para a imensa maioria (97%), afirmaram que a sustentabilidade é muito importante para as atuais gerações a partir de agora. E 88% dos entrevistados falaram que se sentem a vontade de se envolver pessoalmente junto ao tema pelo bem estar de todos.

Os resultados são muito encorajadores, mas temos que analisar com cuidado, pois nossos clientes lutam com contradições, reflete Sophie Flax.



Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266