Facebook
Busca
Notícias
SP tem calor no fim de semana e virada do tempo no feriado

Veja mais...

Sobe para 21 o número de mortes provocadas por onda de calor no Canadá

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Cetesb divulga relatórios de qualidade das praias, do ar e águas interiores e subterrâneas29


Data: 29-04-2013

Postado em: abril 26, 2013 Em: Destaque, Geral, Litoral Paulista


Na avaliação das condições de balneabilidade das praias do litoral paulista, nota-se que, em 2012, houve melhora em todas as regiões do estado. A porcentagem de praias próprias o ano todo passou de 23% para 35%. Este dado foi divulgado pela Cetesb no Relatório de Qualidade das Águas Litorâneas no Estado de São Paulo 2012, disponível no site da Cetesb. No mesmo endereço eletrônico também se encontram os relatórios de Qualidade do Ar do Estado e de Qualidade das Águas Superficiais do Estado, relativos a 2012, e o Relatório de Qualidade das Águas Subterrâneas, relativo ao triênio 2010 a 2012.
Os documentos consolidam os dados coletados ao longo do ano passado, e aos três anos, no caso do estudo sobre águas subterrâneas, oferecendo material para a formulação de políticas de gestão dos recursos naturais e da saúde pública, subsídios para pesquisas e informação para a sociedade sobre a situação da qualidade do ar, das praias ou das águas dos mananciais existentes no estado.

Melhoras
Na avaliação das condições de balneabilidade das praias do litoral paulista, segundo o documento, em 2012 houve melhora em relação a 2011 em todas as regiões do estado. A porcentagem de praias próprias o ano todo passou de 23% para 35%, com aumento de praias ótimas de 3% para 11% e redução das praias péssimas de 14 para 7%. No monitoramento dos cursos d’água que afluem às praias, também foi o ano que apresentou maior porcentagem de atendimento à legislação com 33%.
A melhora foi observada nos quatro municípios do litoral norte, onde a porcentagem de praias próprias o ano todo passou de 36% para 54% com aumento das praias ótimas de 5% para 18%. Esses índices favoráveis não eram registrados desde 2005. Também houve redução das praias classificadas como ruins e péssimas, de 21% para 9%.
Em relação à Baixada Santista, também foi constatada melhora na qualidade das praias, com a redução das praias classificadas como péssimas, de 28 para 13%. Nessa região, houve melhora em seis municípios, ressaltando-se os de Bertioga, Santos e Praia Grande. Em contraposição, foi observada piora da qualidade das praias em três municípios, sendo pequena em Itanhaém e Peruíbe, e mais significativa no Guarujá, onde algumas praias, que no ano passado haviam permanecido próprias o ano todo, apresentaram-se impróprias em algumas semanas.

Saneamento
A melhoria dos índices de balneabilidade, em 2012, deve-se aos investimentos em saneamento realizados principalmente na Baixada Santista, e à menor incidência de chuvas, que exercem grande influência na qualidade das praias, observada mais significativamente no segundo semestre. Foi registrada redução da chuva anual de cerca de 20% no litoral norte e 30% na Baixada Santista. Reduções de quase 50% foram registradas nas duas regiões nos meses de fevereiro e março, e de agosto a novembro.

Mais informações no site www.cetesb.sp.gov.br


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266