Facebook
Busca
Notícias
SP tem calor no fim de semana e virada do tempo no feriado

Veja mais...

Sobe para 21 o número de mortes provocadas por onda de calor no Canadá

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Prédio da Siemens recebe LEED Gold Empreendimento


Data: 15-08-2013

Newsletter INFRA, 09/08/2013



O principal prédio administrativo da Siemens no Brasil se tornou o segundo empreendimento do país a receber o selo LEED [Leadership in
Energy and Environmental Design] para Operação de Manutenção de Edifícios Existentes no nível Ouro [LEED EB O&M Gold]. O primeiro
edifício certificado foi o JK 1455, da Cyrela Commercial Properties [CCP], também localizado em São Paulo. A certificação é concedida pelo U.
S. Green Building Council [USGBC]. Inaugurado em 1977, o prédio conta com 18 mil m² e passou por ajustes para obter maior eficiência
energética, captação e aproveitamento da água da chuva, otimização do gerenciamento de resíduos, melhora na qualidade do ar, controle de
erosão, uso de tintas com baixo índice de compostos orgânicos voláteis, além da adaptação dos serviços de limpeza, dedetização e jardinagem.
“A obtenção do LEED Gold é um reconhecimento dos programas e ações da Siemens que visam o desenvolvimento sustentável”, afirma Jose
Kuhn, diretor de Real Estate da Siemens no Brasil. Confira abaixo alguns dos principais aspectos que garantiram a certificação à instalação:
- Preservação da mata nativa e adaptada, cobrindo 65,90% da área do site, sendo que 55,64% são de mata atlântica;
- Procedimentos manuais de manutenção e controle de pragas das áreas de mata nativa, a fim de não interferir no habitat da reserva;
- Irrigação em apenas 10% da área verde existentes no site;
- Incentivo ao uso de transportes alternativos. A pesquisa realizada dentro da Siemens Anhanguera constatou que 67% de seus usuários fazem
uso de transporte alternativo para se deslocar no trecho residência-trabalho e trabalho-residência;
- Redução do efeito ilhas de calor por meio da aplicação de tinta com índice de refletância solar igual a 87% na cobertura;
- 72,85% de área permeável dentro do site, contribuindo para a infiltração das águas pluviais no local;
- Implantação de sistema de captação de águas pluviais para reuso nas torres de resfriamento e nos sanitários;
- Renovação de ar em todos os ambientes permanentemente ocupados, atendendo às taxas definidas pela ASHRAE 62.1-2007,
proporcionando maior conforto, bem-estar e produtividade aos usuários do edifício;
- Implantação de política de proibição do fumo no interior do edifício e em áreas externas que estejam a menos de 7,7 m de qualquer
abertura;
- 94% dos ambientes internos permanentemente ocupados têm vista do meio externo;
- Implantação de sistema de monitoramento de 100% do consumo de água potável, com a inclusão de submonitoramento por uso;
- Eficiência energética alcançada por meio de estratégias como a utilização de equipamentos eficientes, automação predial e manutenção
preventiva;
- Submedição e monitoramento de todo o consumo de energia do sítio, sendo mais de 80% por uso final;
- Extinção do uso de gases CFC dentro do sítio (gases nocivos e destruidores da camada de ozônio).


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266