Facebook
Busca
Notícias
SP tem calor no fim de semana e virada do tempo no feriado

Veja mais...

Sobe para 21 o número de mortes provocadas por onda de calor no Canadá

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Ar-condicionado limpo é regra


Data: 06-10-2013



Fernanda Bertola

Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-PR) vai intensificar a fiscalização de sistemas de refrigeração de ar

Para evitar que os sistemas de ar-refrigerado se tornem poluidores, causando problemas à saúde das pessoas, ou estraguem, causando prejuízos ao bolso, empreendimentos precisam estar com a manutenção dos equipamentos em dia. Caso contrário, podem ser penalizados.

Em novembro, o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-PR) vai intensificar a fiscalização dos locais que contam com centrais de ar-condicionado e sistema de refrigeração em todo o Paraná. Os fiscais verificarão se atividades técnicas pertinentes foram realizadas: projeto, fabricação, instalação, manutenção e Plano de Manutenção Operação e Controle (PMOC).

Segundo a gerente do departamento de Fiscalização do Crea-PR, Vanessa Moura, em outras ações de fiscalização foram detectados falhas como exercício ilegal da profissão, tanto pessoa física quanto jurídica, falta de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e ausência de registro no Crea.

Ao detectar irregularidades, os responsáveis são notificados para regularizar a situação. "Caso não ocorra a regularização no prazo determinado, é aplica a autuação", afirma Vanessa. Ela ressalta que para a instalação de centrais de ar-condicionado, deve ser contratada uma empresa ou profissional responsável técnico da área de Engenharia Mecânica habilitado e com registro no Crea. Para a prestação de serviço também é preciso ART.

Manter os filtros e dutos dos sistemas de refrigeração de ar limpos é lei. Vanessa explica que nos termos do Art. 6º da Portaria 3.523/98, do Ministério da Saúde, os proprietários, locatários e prepostos, responsáveis por sistemas de climatização com capacidade igual ou acima de 5 TR (15.000 kcal/h = 60.000 BTU/H), deverão manter um responsável técnico habilitado para implantar e manter disponível no imóvel um PMOC.

Ainda de acordo com a normativa, no art. 9º, o não cumprimento do regulamento técnico configura infração sanitária. Dessa forma, o proprietário ou locatário do imóvel, o preposto e o responsável técnico, quando exigido, estarão sujeitos a penalidades previstas na Lei nº 6.437/77, além de outras penalidades previstas em legislação específica.

Segundo a gerente, a limpeza dos dutos e evaporadores de ar-condicionado em espaços públicos e particulares deve seguir normas específicas para manter a qualidade do ar respirado pelas pessoas. "A correta manutenção dos sistemas de climatização, além de diminuir o consumo de energia, previne, entre outros, a doença do legionário, que é uma pneumonia atípica causada por uma bactéria, que pode ser encontrada em sistemas de ar-condicionado central e torres de refrigeração de água", diz. Ela reforça que a instalação adequada e a manutenção periódica asseguram a qualidade do ar, contribuindo para a saúde dos usuários dos ambientes climatizados.

AR-CONDICIONADO
Morador pode retirar o filtro, lavar e expor ao sol uma vez por semana.

Uma limpeza profunda precisa ser feita no mínimo uma vez por ano. Um profissional faz o serviço, que exige a desmontagem e produtos adequados.

Os aparelhos nos automóveis também precisam de limpeza regular ¿ tanto nos carros quanto em casa, é importante abrir as janelas periodicamente para renovar o ar do ambiente.


CUIDADOS Limpeza periódica dos dutos pode evitar doenças respiratórias
Fernanda Bertola

TRÊS PERGUNTAS A... Juliano José Jorge
"Problemas mais comuns são rinite alérgica, asma e bronquite"
Juliano José Jorge é médico pneumologista e alergologista.

Por que o uso dos aparelhos refrigeradores de ar sem manutenção podem prejudicar a saúde?
Quando os filtros e dutos não são limpos, há o acúmulo de poeira, ácaros, bactérias e fungos. Quando o aparelho é ligado, ocorre a proliferação desses agentes, que são nocivos à saúde.

Quais danos podem ser causados à saúde?
Problemas mais comuns são rinite alérgica, asma e bronquite. A exposição a essas substâncias pode causar até pneumonias. Para quem é alérgico, numa simples exposição podem surgir os sintomas. A mudança brusca de temperatura e um ambiente com pouca renovação de ar e baixa umidade são agressivos às vias aéreas.

O se deve fazer em caso de aparecimento dos sintomas?
Ao perceber que o ar é desconfortante, a pessoa deve deixar o local. E ao surgirem os sintomas, é bom procurar um médico.

Fonte: Odiario.com


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266