Facebook
Busca
Notícias
SP tem calor no fim de semana e virada do tempo no feriado

Veja mais...

Sobe para 21 o número de mortes provocadas por onda de calor no Canadá

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Conforto dos passageiros é afetado pela crise das companhias aéreas no Brasil


Data: 06-10-2013





Da Redação

30/09/2013 11:45



Com o intuito de economizar, as empresas desligam o ar condicionado que refresca a cabine dos passageiros, embarcam com menor quantidade de água nos vasos sanitários e ainda cobram por todos os serviços de bordo. A única opção gratuita é a água mineral, conforme publicado pelo jornal "Folha de S.Paulo".



São Paulo - Não é de hoje que as companhias aéreas brasileiras registram prejuízos milionários e têm de cortar os gastos para equilibrar as contas. A novidade, conforme apurado pelo jornal "Folha de S.Paulo", é que agora elas cortam despesas no conforto para dos passageiros.

A TAM, por exemplo, tem poupado combustível desligando o ar condicionado da cabine dos passageiros. O sistema para de funcionar quando o avião deixa o portão de embarque e só é religado após a decolagem. Quando a aeronave pousa, novamente é acionado o "off" do equipamento.

A economia pode até soar pequena em um primeiro momento, mas é sim expressiva se levarmos em conta que a empresa faz 800 voos diários.

A reportagem ouviu um piloto da TAM que explicou que o desligamento está ocorrendo há nove meses e que o avião é refrigerado por apenas um dos dois sistema de ar. O problema é que só 25% desse ar refresca os passageiros, o resto vai para a cabine do piloto e do copiloto.

Outra companhia aérea que faz algo parecido é a Azul. Um dos sistemas de ar condicionado também é desligado, mas, somente enquanto o avião está parado para embarque dos passageiros e com a porta aberta.

Menos serviços de bordo

Outra medida tomada pela TAM para economizar foi a retirada dos fornos que esquentavam a comida em voos domésticos e nos internacionais com duração curta.

De acordo com a companhia, a opção por refeições "frias, leves e saudáveis" foi estimulada pela opinião dos próprios clientes, ouvidos em uma pesquisa.

A Gol, outra empresa do setor com problemas financeiros, também alterou o serviço de bordo. Primeiro, ela reduziu a água embarcada no banheiro de voos curtos; em seguida, passou a cobrar por todos os itens disponíveis e só oferecer água de graça na maior parte dos voos.


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266