Facebook
Busca
Notícias
SP tem calor no fim de semana e virada do tempo no feriado

Veja mais...

Sobe para 21 o número de mortes provocadas por onda de calor no Canadá

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Manutenção exige espera de 30 dias


Data: 19-02-2014



05/02/2014 - 09:18

Jornal A Cidade - Raissa Scheffer

As altas temperaturas deste Verão também aquecem o mercado de manutenção de ar-condicionado em Ribeirão Preto. Quem depende do serviço pode esperar até um mês por conta da grande procura.

E a movimentação deve seguir forte no mercado, pois mesmo com a previsão de chuva nos próximos dias, as temperaturas devem seguir acima dos 33ºC, segundo a Defesa Civil.



O empresário Rodrigo Benedini Moura, dono da empresa Reall Ar Condicionado, que presta serviços de manutenção de várias marcas para residências e empresas, diz que está difícil dar conta da procura.



“Com esse calor tudo fica complicado. A demanda é grande para a manutenção de aparelhos com o aumento no uso em casas e empresas”, diz.



A empresa está agendando manutenções só para a segunda quinzena de março. “Existem alguns casos de urgência, que conseguimos fazer encaixe, mas em geral só temos agenda de manutenção disponível para o mês que vem.”



Mão de obra

Ainda segundo Moura, com o aumento na movimentação, cresce a necessidade de contratar novos funcionários, mas o mercado é concorrido na cidade.



“É muito difícil achar mão de obra especializada disponível no mercado. Serviço tem para todo mundo, mas falta gente. Quem é bom já está empregado”, diz o empresário, que trabalha com 12 técnicos.



Dirceu Benedito Ferreira de Souza, dono da Gelumac, empresa especializada na manutenção das marcas Consul e Brastemp, dobrou a equipe de trabalho neste ano. De quatro técnicos, a empresa passou a atuar com oito pessoas em quatro equipes.



“O ideal era ter cinco equipes para dar conta, mas não tem gente disponível no mercado para contratar”, diz. A empresa, que tem fila de espera de sete dias para manutenção, faz hoje até 50 atendimentos diários. Em novembro do ano passado, a demanda não passava de 16 atendimentos por dia.



Mesmo com a alta demanda, os custos dor serviços no mercado em geral de Ribeirão não sofreram grandes reajustes. Como existem tabelas de fabricantes, os valores variam de R$ 30, somente para a visita de uma autorizada, até R$ 180 por uma limpeza. Se o aparelho tiver de passar por manutenção na empresa, é feito um orçamento que varia conforme o defeito.



Venda até 300% maior em relação a janeiro de 2013


A fila de espera por manutenção de ar-condicionado em Ribeirão Preto também se reflete nas vendas de novos aparelhos no mercado local.



“Existe a demanda de pessoas que compram o aparelho porque não possuem e não querem passar mais uma noite sem dormir por causa do calor”, diz Carlos Eduardo Dias de Oliveira, gerente da seção na Leroy Merlin.



“Mas também recebemos muitos clientes que tiveram algum problema no aparelho e que, por conta da demora para a manutenção, optaram por comprar um novo para resolver o problema mais rápido.”



Ainda segundo Oliveira, no mês passado, a loja vendeu 300% a mais em relação a janeiro do ano passado.



“Fizemos uma projeção, mas mesmo assim ficamos sem alguns modelos no estoque por causa da alta nas vendas”, diz.



Hoje, a Leroy em Ribeirão oferece aparelhos a partir de R$ 999. São opções de modelos split, de janela e portáteis. Os dois últimos são os preferidos pelos consumidores.



“Pois não depende tanto de um serviço especializado de instalação. O cliente pode chegar e colocar no ambiente e ligar”, informa ele.



A instalação feita por uma empresa especializada que é parceira da loja costuma levar de um a dois dias. Em média, a fila de espera para a instalação de aparelhos no mercado da cidade é de cinco dias.

Este é o prazo que as assistências técnicas de Ribeirão Preto chegam a pedir devido à grande procura



Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266