Facebook
Busca
Notícias
SP tem calor no fim de semana e virada do tempo no feriado

Veja mais...

Sobe para 21 o número de mortes provocadas por onda de calor no Canadá

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Surto não é habitual dada a magnitude e gravidade - Francisco George


Data: 13-11-2014

Lusa
08 Nov, 2014, 14:28

O diretor-geral de Saúde, Francisco George, admitiu hoje em entrevista à TVI que o surto de `legionella` verificado em Vila Franca de Xira "é um problema que não é habitual" dada "a magnitude e gravidade".
"As pessoas têm razões para estar atentas e preocupadas, é um problema que não é habitual, uma situação deste tipo, com esta magnitude e gravidade não é habitual", disse o diretor-geral de Saúde, admitindo que surjam novos casos nas próximas horas e dias, dado que o período de incubação da doença é de uma semana a 10 dias.

"É possível haver mais casos nas próximas horas e nos próximos dias", disse Francisco George, considerando que as pessoas devem estar "alertadas e preocupadas, mas não alarmadas", até porque, só este ano, já houve 88 casos de `legionella` em Portugal.

A bactéria da `legionella`, disse, "transmite-se por inalação, é respirada através da formação e produção de aerossóis, que são pequenas gotículas nos duches, nos repuxos, de tudo o que possa fabricar aerossóis, como por exemplo sistemas de ar condicionado, e uma vez que a água que esteve na sua origem tenha a bactéria, é provável a transmissão por inalação".

Esta bactéria, vincou o diretor-geral de Saúde, "não se transmite de pessoa a pessoa", pelo que a principal recomendação para os cidadãos, nomeadamente os da zona de Vila Franca de Xira, é "ter em atenção as comunicações dos meios de comunicação de referência que vão surgir depois da reunião de coordenação" das autoridades de saúde, que vai começar às 15:00.

Quanto aos grupos de risco, Francisco George apontou as pessoas com mais de 50 anos e os grandes fumadores, lembrando que a única vítima mortal, até agora, era um fumador "de mais de dois maços por dia", que por causa disso "tinha um fator de risco que determinou esta evolução".

MBA // CSJ


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266