Facebook
Busca
Notícias
SP tem calor no fim de semana e virada do tempo no feriado

Veja mais...

Sobe para 21 o número de mortes provocadas por onda de calor no Canadá

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Água gelada oferece mais soluções de engenharia


Data: 01-10-2015

Geralmente são os mais recomendados para instalações de médio e grande porte
postado em: 18/09/2015 12:28 h
atualizado em: 18/09/2015 13:23 h


Sistemas de água gelada são usualmente os mais recomendados para instalações de médio e grande porte, como shopping centers, aeroportos e estádios, onde as casas de máquinas estão localizadas longe das unidades condicionadoras de ar. O sistema de água gelada torna-se mais eficiente, pois as tubulações hidráulicas podem percorrem grandes distâncias enquanto as tubulações frigoríficas dos sistemas VRF possuem limites de comprimento e há uma perda de capacidade do sistema conforme o aumento da distância das linhas. Segundo Coelho, da Hitachi, além disso, a capacidade térmica das centrais de água gelada é grande e podem ser adotados chillers do tipo centrífugo com alta eficiência energética.

"Transportar a energia térmica pela água é melhor que utilizar o ar. Isso já é largamente apresentado em artigos sobre sistemas ar/água como vigas frias, tetos frios. Outra vantagem de se utilizar a água quando comparamos ao sistema que usa gases refrigerantes, como o VRF e os splits, é que a tubulação é mais simples, não operando sob pressão, não há a necessidade de vácuo, e, em casos de vazamentos, a fuga é de água e não de gases danosos ao meio ambiente. Os sistemas VRF têm limitações de comprimentos de linhas de gás entre as condensadoras e as evaporadoras, o que não ocorre nas linhas de água. São linhas com gás sob pressão, e com os recentes estudos realizados pela ASHRAE e órgãos de proteção ao meio ambiente, há uma limitação à quantidade de fluido refrigerante que pode ser utilizado nas edificações. A eficiência não pode ser analisada apenas como redução de consumo de energia, deve ser feita uma análise global da instalação, incorporando nesta análise a qualidade do ar, conforto dos usuários, e manutenibilidade da instalação", esclarece Adolph, da Trox Brasil.

Para Chmielewski, da Trane, geralmente, sistemas de água gelada são mais eficientes em aplicações a partir de 200 toneladas de refrigeração (+/- 5.000 m² de área de piso). "Sistemas de água gelada podem ser mais eficientes na evolução do prédio, adaptando melhor as variações em carga térmica e expansões. Para aplicações com altas demandas de desumidificação, como, por exemplo, espaços com alta ocupação ou processos industriais, a água gelada, talvez, seja o único tipo de sistema que pode ser usado", diz Chmielewski.

Para Fraianeli, da LG, em geral, os sistemas de água gelada com compressor centrífugo apresentam desempenhos excepcionais em 100% de sua capacidade, sendo ótimos para projetos onde há pouca variação de carga térmica ao longo do dia e ano, como, por exemplo, os data centers. "Esses produtos nem sempre apresentam o mesmo ganho de eficiência em cargas parciais que outras tecnologias. Embora seja costume se associar esses sistemas como mais eficientes somente em carga máxima, este fato não pode ser tomado como regra. Esses produtos possuem projetos muito flexíveis, como opções de dois chillers em série, diversos tipos de compressores, tanques de termo acumulação, vazão variável ou fixa de água entre outras. Aplicando a melhor solução para aquele projeto, é possível que o sistema de água seja mais eficiente", diz Fraianeli.


Fonte: Portal EA


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266