Facebook
Busca
Notícias
SP tem calor no fim de semana e virada do tempo no feriado

Veja mais...

Sobe para 21 o número de mortes provocadas por onda de calor no Canadá

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Faturas de energia serão tarifadas com a bandeira amarela em março


Data: 01-03-2016



São três os tipos de bandeiras: verde, amarela e vermelha, sendo que cada uma delas representa um valor que será cobrado na fatura de energia



A partir do dia 1º de março a bandeira tarifária das contas de energia vigente em todo país passará a ser a amarela, incluindo os consumidores da área de concessão da Cemig, conforme anúncio da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) feito nesta sexta-feira (26/2). A mudança na cor da bandeira significa acréscimo de R$ 1,50 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos, metade do valor que vinha sendo pago atualmente com a vigência da bandeira vermelha, no patamar 1, de R$ 3 a cada 100 kWh.

A mudança da tarifação só foi possível depois que o Governo Federal, por meio do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) que decidiu desligar 22 usinas térmicas, conforme anunciou, na última quinta-feira (25/2), o Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga.

O desligamento das térmicas é consequência do aumento do volume de chuvas nos últimos meses, que proporcionou a recuperação do nível de reservatórios de vários usinas pelo país, principalmente os do Subsistema Sudeste/Centro-Oeste, que é responsável por cerca de 70% do armazenamento de água para geração de energia no país, que está em 50% atualmente. Em fevereiro do ano passado, o nível estava em 20,5%.

Segundo Maura Galuppo Botelho Martins, superintendente de Regulação Econômico-financeira da Cemig, apesar da boa notícia, a população não deve descuidar e parar de economizar energia. “A mudança da cor da bandeira é, sem dúvida, um avanço e um grande benefício para os consumidores. Mas temos que continuar atentos, pois apesar da melhora, os níveis dos reservatórios ainda não são os ideais, e a economia ainda é a melhor opção para garantir a geração mais em conta”, afirma Maura Galuppo.

Bandeiras Tarifárias

Em vigor desde 1º de janeiro de 2015, o sistema de bandeiras tarifárias foi criado pelo Governo Federal para sinalizar se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de energia, para os quatro subsistemas do Sistema Interligado Nacional (SIN).

São três os tipos de bandeiras: verde, amarela e vermelha, sendo que cada uma delas representa um valor que será cobrado na fatura de energia, e que podem mudar a cada mês, de acordo com a situação da geração de energia no momento.

Na bandeira verde não há acréscimo na fatura de energia. Na amarela, o valor acrescido será de R$0,015 por kw/h consumido e, na vermelha, que funciona com dois patamares, há o acréscimo de R$0,030 no patamar 1 ou de R$0,045 no patamar 2.

Economia de energia


Apesar dos desligamentos das térmicas e a recuperação do nível dos reservatórios no País, a bandeira amarela significa estado de alerta. Dessa forma, os consumidores devem utilizar a energia de forma racional e evitar o desperdício. Confira, abaixo, outras dicas de energia:

Verifique a borracha de vedação da geladeira. Um dos fatores que mais contribuem para o aumento do tempo de funcionamento da geladeira é a borracha de vedação. Faça a vistoria dessa borracha, pois ela não pode ficar quebradiça ou dura. Evite deixar a porta da sua geladeira aberta por muito tempo; ao abrir a geladeira, é o ar quente externo que entra, e, no verão, o ar externo está ainda mais quente, então ela irá funcionar por mais tempo para resfriar o ar que entrou.

Faça o degelo da geladeira. Se a sua geladeira não realiza esse procedimento automaticamente, realize-o sempre que a camada de gelo atingir um centímetro de espessura. Evite colocar alimentos quentes na geladeira. Sem esses procedimentos, o tempo de funcionamento de uma geladeira pode chegar a 720 horas por mês, ou seja, ela funciona ininterruptamente e não para.

Ar-condicionado. Feche bem o ambiente onde o aparelho estiver ligado, pois, do contrário, ele funcionará por mais tempo. Ao abrir uma porta ou uma janela é como se estivesse abrindo a porta da geladeira: o ar quente vai entrar e o aparelho terá de funcionar por mais tempo.

Aproveite a iluminação natural. Como os dias no verão são mais longos, acenda as lâmpadas apenas quando for necessário. A iluminação é o terceiro equipamento com maior participação no consumo residencial, na faixa de 20% do total, em residências que não utilizam aparelho de ar-condicionado.

Retire os aparelhos das tomadas. Quando estão no modo stand by, os equipamentos elétricos e eletrônicos chegam a consumir até 15% do seu consumo quando ligados.


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266