Facebook
Busca
Notícias
Incêndio atinge prédio comercial na Zona Oeste de SP

Veja mais...

Primeiros Resultados da Nova Lei do PMOC

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Iphan tem que dar aval para instalação de centro de convenções na Marina da Glória


Data: 26-05-2017



Vista aérea da Marina da Glória - Custódio Coimbra / Agência O Globo

por Daniela de Paula /
09/05/2017 5:47

Órgão diz que não foi informado sobre novo espaço, previsto para agosto. Mas prefeitura afirmou que marcou reunião para semana que vem


RIO - Uma oportunidade para incrementar o turismo de negócio e, consequentemente conquistar receita para a cidade do Rio e gerar emprego. Essa é a definição do centro de convenções que será aberto na Marina da Glória, segundo o presidente da Riotur, Marcelo Alves. No entanto, o espaço — previsto para ser aberto em agosto, conforme adiantou a coluna Gente Boa, precisará do aval do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que afirma ainda não ter sido informado sobre a instalação do centro de convenções.
De acordo com o órgão, qualquer mundança, seja ela uma pintura, deve ser avisada ao Iphan previamente.
— Toda intervenção em bem tombado deve ser submetida previamente ao Iphan. Informamos que nada recebemos sobre o projeto em questão e que, pela nossa portaria nº 420, temos o prazo de 45 dias para analisar e informar ao requerente sobre a viabilidade ou não do que ele pretende fazer no local, que é um bem tombado nacional — informou o órgão.


O Iphan disse ainda que a eventual execução de projeto sem autorização do órgão poderá levar ao embargo da intervenção:
Publicidade

— Se o proponente quiser se precaver para fazer tudo direitinho, sem acidentes de percurso, é só consultar previamente o Iphan e assim saberá se o projeto está ok, se não é viável ou se, eventualmente poderá ser adequado ao que é permitido para aquele espaço.
A prefeitura informou que vai se reunir, na semana que vem, com o grupo BR Marinas, que administra o espaço, e com o Iphan para afinar a apresentação do projeto ao órgão.
O presidente da Riotur afirmou que o espaço está passando apenas por adequação técnicas para instalação de ar condicionado e parte elétrica. Por isso, de acordo com ele, o projeto não vai interferir nas estruturas nem na paisagem da Marina. Para Marcelo Alves, o centro de convenções na Marina da Glória, que é um cartão postal, além de atender à rede hoteleira, pela proximidade com o Aeroporto Santos Dumont e com a Zona Sul, vai gerar emprego e movimentar a economia:
— É um desejo antigo de empresários da cidade ter um centro de convenções próximo ao aeroporto e à Zona Sul. Nós fomos atrás e, por questões de orçamento e de tempo, não teríamos como construir algo novo. O espaço será formidável para o Rio de Janeiro e será totalmente financiado pelo poder público, que abraçou essa ideia — disse o presidente da Riotur, acrescentando que o centro de convenções terá uma área fechada de 5 mil m², e mais 6 mil m² de espaço aberto, onde também será possível a instalação de tendas portáteis.
Já Gabriela Lobato, presidente do grupo BR Marinas, informou que o projeto de revitalização da área, foi amplamente discutido com a sociedade e aprovado pelo Iphan e pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB). Segundo ela, o centro de convenções inclui um pavilhão para eventos que já existe e está em pleno funcionamento, e o investimento totalmente privado foi de R$ 70 milhões e já está finalizado, ou seja, não existem mais obras a serem executadas.
Publicidade

— Desde a sua criação, a Marina da Glória é um complexo turístico e isso inclui receber eventos de negócios. Estamos preparados e prontos para otimizar o espaço afim de que fique mais eficiente para atender às demandas da cidade. E o mais importante, tudo isso sem atrapalhar a nossa finalidade náutica e o funcionamento do Parque do Flamengo — afirmou Gabriela.
Antes restrita aos proprietários de embarcações, a Marina da Glória virou uma extensão do Aterro do Flamengo, em abril do ano passado, quando foi aberta ao público, com dois restaurantes e uma delicatessen de frente para a Baía de Guanabara e os barcos ancorados, depois de passar por uma revitalização.
Desde então, quem visita o lugar se depara com uma vista para o Centro das cidade, o Monumento aos Pracinhas e o Pão de Açúcar. As melhorias no espaço - que tem 67 mil metros quadrados - fizeram parte das obras para a Olimpíada do Rio, já que o local seria o cenário das provas de vela, que foram disputadas na Baía de Guanabara.


Leia mais: https://oglobo.globo.com/rio/iphan-tem-que-dar-aval-para-instalacao-de-centro-de-convencoes-na-marina-da-gloria-21294495#ixzz4hqhD2r3X
stest


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266