Facebook
Busca
Notícias
Prêmio Heinz TROX

Veja mais...

Empresa de Santo André é premiada por conceitos sustentáveis

Veja mais...

Guia para Inspeção
Área Restrita
E-mail:   Senha:  

Médico bombeiro se recusa a sair em ambulância sem ar e é preso


Data: 16-01-2019



Foto: Veículo do Samu (de cor branca), em unidade do Méier, estava sem refrigeração ontem - Fernanda Dias / Agência O Dia



Falta do ar-condicionado nos veículos foi registrada pelo médico na 23ª DP (Méier), minutos antes de ser preso


Rio - Sensação térmica de 50 graus. É a realidade de ambulâncias do Corpo de Bombeiros que circulam pelo Rio sem ar-condicionado, o que é proibido por lei. Duas delas estavam, até esta terça-feira, no quartel do Méier, onde um capitão médico da corporação ficou preso na unidade por 55 minutos por não sair com os veículos, ao ser informado que ambos estavam sem refrigeração. Horas depois, foi disponibilizada uma outra ambulância para o oficial, que seguiu trabalhando.

A falta do ar-condicionado nos veículos foi registrada pelo médico na 23ª DP (Méier), minutos antes de ser preso. O capitão teria sido detido por omissão de socorro, por ordem do comandante do quartel do Méier. A alegação foi a de que ele não saiu com a VTR SB-211, uma das ambulâncias que estavam sem refrigeração. Esse veículo é caracterizado como intermediário porque tem menos recursos que o avançado, o modelo SB-247, considerado o mais bem equipado do quartel, que também estava sem ar-condicionado ontem. Como relatado ao DIA, a medição dentro das ambulâncias é feita pelo termostato instalado nesses veículos.


Para maiores informações Clique aqui

Os conteúdos das matérias não refletem necessariamente a opinião do Qualindoor.




Voltar
ABRAVA - Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento
Qualindoor - Departamento Nacional da Qualidade do Ar Interno

    Av. Rio Branco, 1492, São Paulo, SP, CEP 01206-001, Fone (11) 3361 7266